2014-07-22

À CONVERSA COM..FILIPE LUCAS FRAZÃO (CHILLI COM TODOS)


O Chilli com Todos foi para uma enorme surpresa na blogosfera. O blogue surgiu há relativamente pouco tempo, sendo imediatamente reconhecido pelas receitas honestas e modernas, num casamento perfeito com excelente fotografia. 
Além disso, temos de reconhecer que a maioria dos blogues de comida é escrito por mulheres, pelo que o Filipe acabou por arrebatar o seu merecido quinhão. 
É um apaixonado pelo mar e por peixe, adora os Açores, o Alentejo e boa comida, acima de tudo.
Eu já fiz em casa o sorvete de laranja do Filipe...e é qualquer coisa! Viciante mesmo!

Como nasceu o teu blogue?
Após extrema insistência da parte dos meus amigos e grande resistência minha, o blog nasceu porque tenho péssima memória e o terrível habito de anotar receitas em pedaços de papel soltos. Agora quando preciso duma receita já não tenho de andar à procura do tal papelinho, vou ao blog. Por outro lado, como a fotografia sempre foi uma parte importante, era uma oportunidade para explorar uma área nova.

Qual o teu "guilty pleasure" ?
Confesso que sou praticante das praticas censuráveis mais comuns como limpar o prato com um pedaço de pão depois da refeição. Mas há uma que me dá enorme prazer, sugar até à exaustão o caroço de uma manga! Não sei se é muito censurável, deixo ao vosso critério. Mas todo aquele sabor agridoce não pode ser desperdiçado assim sem mais nem menos!

Se pudesses cozinhar um prato e jantar com uma personalidade histórica (atual ou não) quem seria e porquê? E qual o prato?
Pergunta difícil! Nunca pensei nisso e assim de repente se tivesse de cozinhar para alguém que admiro muito provavelmente entrava em pânico e nao conseguia fazer nada. Se conseguisse jantar com o Woody Allen ficaria muito feliz! Mas levava-o a jantar fora definitivamente, não corria o risco de cozinhar para ele! Só esperava que fosse um jantar animado!

Na tua última ceia, se pudesses escolher comerias...
Um pouco de tudo! Pizza, sushi, risotto e a torta de laranja da minha avó!

Qual o ingrediente/receita/tipo de cozinha que adorarias provar, mas ainda não tiveste oportunidade.
Trufas. Não sei bem porquê mas ainda não provei por isso está na minha lista!

Qual o teu pior defeito e a tua melhor qualidade?
Perco demasiado tempo com detalhes e estou sempre a adiar as grandes decisões! Por outro lado acho que sou uma pessoa generosa que gosta de partilhar.

A viagem que adorarias fazer, mas ainda não fizeste.
Evidentemente existem muitos países que gostava de visitar. Mas tenho um interesse particular em passar algum tempo a viajar pelo arquipélago dos Açores. Só com uma mochila, tenda e maquina fotográfica. Sem muitos planos e se possível sem relógio.

Se ganhasses o 1º prémio do euromilhões amanhã, qual a primeira coisa que compravas para ti?
Um monte alentejano perto do mar. Mudava-me de seguida!

Daqui a 10 anos como te vês?
Gostava muito que alguns dos projectos que tenho em mãos e outros que quero pôr em prática crescessem saudavelmente até lá. Sentir-me profissionalmente realizado e tranquilo é o meu objectivo! Espero ainda ter um forno novo, um que não queime a comida!

FACEBOOKBLOGLOVIN

2014-07-14

CHEESECAKE RÁPIDO DE CEREJA E MIRTILO


Esta é uma daquelas receitas que parece ter demorado imenso tempo, mas na verdade se tiver tudo à mão demora aí...10 minutos. E fica logo pronta a servir! 
Para o topping usei doce de cereja, mas podem usar só frutas frescas, ou fazer uma ganache de chocolate que também resulta bem. Podem trocar os mirtilos por outros frutos vermelhos, figos ou pêssegos. 

RECEITA PARA: 4 PESSOAS
TEMPO CONFEÇÃO: 15 MIN

INGREDIENTES:
250g de queijo mascarpone
2 Iogurtes Gregos
4 c.s. de Açúcar
Raspa de 1/2 Laranja
1 colher chá de essência de baunilha
Doce de cereja (ou outro que prefiram)
150g de Mirtilos
1/2 Pacote de Bolacha Maria (usei integral)
50g de manteiga

PREPARAÇÃO:
Derreta a manteiga.
Numa picadora, ou robot, coloque a manteiga e as bolachas e triture ligeiramente. Deixe a bolacha com alguma textura.
Se preferir pode colocar as bolachas num pano, batendo depois com o rolo da massa. Coloque numa tigela, junte a manteiga e misture com um garfo.
Coloque esta preparaçãono fundo de taças ou copos.
Leve ao frigorífico enquanto executa o passo seguinte.
Numa taça misture o queijo, os iogurtes, o açúcar, a raspa e a baunilha até obter uma textura uniforme.
Divida o preparado sobre a bolacha e termine com doce de cereja e mirtilos.







2014-07-11

À CONVERSA COM INÊS (AUTORA DO BLOGUE "ANANÁS E HORTELÃ")


A Inês é uma cachopa tímida, de gostos simples. Cozinha bem que se farta e tira fotografias maravilhosas, que partilha no blogue "Ananás e Hortelã" desde 2011.
O seu coração reparte-se pelos animais (não fosse a sua profissão veterinária),  por comida feita com ingredientes sazonais e de qualidade.
Inês, se um dia cozinhasses para mim, teria de pedir que me preparasses aquele Bolo Crumble de Alperces (amo alperces)...e quanto às vieiras: olha, estou como tu!

Como nasceu o teu blogue?
O meu blog surgiu por acaso, como que uma brincadeira. Já seguia alguns blogs e como adoro cozinhar, experimentar novos sabores, novos ingredientes, novas receitas, lá me decidi a criar um “caderno” meu. Que afinal não é só meu, mas sim de todos, é uma partilha, que faço cada vez com mais gosto. Aprendi e sei que vou continuar a aprender muito com o blog. E as amizades que criei são uma das melhores coisas que ele me trouxe.
  
Qual o teu "guilty pleasure" ?
Tenho muitos (hehehe). Em termos culinários lembro-me de vários, chocolate (adoro chocolate preto, e ando sempre com ele no carro, na clínica e em casa, que nunca me falte um quadradinho!), adoro comer granola à mãozada, adoro aqueles amendoins caramelizados com mel, são viciantes. E as cerejas.

Se pudesses cozinhar um prato e jantar com uma personalidade histórica (atual ou não) quem seria e porquê? E qual o prato?
Eu convidava para jantar a Rachel Khoo e o David Loftus, pela alegria que eles trazem sempre à minha cozinha. Adoro a Rachel, a sua cozinha e as receitas, dá vontade de fazer o que ela faz, ter assim uma cozinha pequenina em Paris. O Loftus é o senhor da fotografia, uma inspiração. Cozinhava algo bem português para eles, cozinha tradicional, daquela das avós, petiscos e os nossos doces conventuais.

Na tua última ceia, se pudesses escolher comerias...
Algo do género de tapas e petiscos, com os nossos queijos, alheira, cogumelos selvagens, um marisco, pão alentejano (já estou a exagerar?). Para terminar o arroz doce da minha avó e vá um gelado santini de fruta.

Qual o ingrediente/receita/tipo de cozinha que adorarias provar, mas ainda não tiveste oportunidade.
Já provei finalmente vieiras, mas nunca as cozinhei e quero muito. Gostava de experimentar ostras. E a cozinha grega.
  
Qual o teu pior defeito e a tua melhor qualidade?
Defeitos: às vezes sou preguiçosa, e às vezes tenho medo de avançar/arriscar.
Qualidade: ser amiga do meu amigo, e a paixão pelo que faço.

A viagem que adorarias fazer, mas ainda não fizeste.
Gostava de ir a Marrocos, seguir pela Índia, Vietname e Tailândia, acabando na Nova Zelândia e Austrália. E saborear as cozinhas de cada uma delas. As paisagens. Em boa companhia.

Se ganhasses o 1º prémio do euromilhões amanhã, qual a primeira coisa que compravas para ti?
Não há assim nada que queira muito comprar. Nem penso no que não tenho, nem no que poderia ganhar. Provavelmente ajudava os meus mais queridos no que fosse preciso e tirava um ano de folga para fazer algo do género “Eat, Pray, Love” mas com pouco pray (risos). Seguia por Itália, saia de lá a rebolar até às paragens asiáticas que falo na questão de cima e fazia um curso de Wholefood Cooking com a Jude Blereau na Austrália.

Daqui a 10 anos como te vês?
Não faço ideia. Acho que vou continuar a ser veterinária, se bem que adorava fazer algo relacionado com a culinária, um curso, algo motivador, uma aprendizagem sempre. E talvez por essa altura já seja mãe. Acima de tudo seguir o meu rumo da melhor forma e com saúde.
Seguir alguns sonhos, ganhar mais coragem.

FACEBOOKBLOGLOVIN

2014-07-07

POLVO (DE UMA MANEIRA...OU DE OUTRA!)



Detesto convenções. Detesto ideias fixas e regras rígidas. E no que diz respeito à comida passa-se o mesmo. Porque é que a salada de polvo tem de ser sempre com molho verde? O polvo tem um sabor fantástico e aguenta sabores mais ousados..quem disse que existem regras para a salada de polvo? 
Metade levou o bom do azeite, sumo de lima, malagueta e coentros! Fabuloso! O resto casou com também com azeite, mas levou alcaparras, mangericão e mostarda. 

Olha, é caso para dizer: "Eu tenho 2 amores...Que em nada são iguais...Mas não tenho a certeza de qual eu gosto mais!"

INGREDIENTES:
1 Polvo grande (1,5kg)
1 Cebola
1 Cabeça de alho
1 Ramo de coentros
1 c.s. de Alcaparras
1 Lima
1 Chávena de chá de Azeite Virgem
Sal e Pimenta q.b.
1 Malagueta
1 c.chá de Mostarda
1 Ramo de Mangericão

PREPARAÇÃO:
Numa panela de pressão coloque o polvo devidamente limpo, com a cebola descascada e a cabeça de alho inteira (não adicione qualquer líquido).
Feche a panela e coloque no mínimo. Deixe cozer durante 1h, verificando se fica tenro.
Deixe arrefecer e corte em pedaços.
Divida por 2 taças.
Divida o azeite por ambas.
Tempere ambas com sal e pimenta.
Numa coloque as alcaparras, a mostarda e o mangericão picado. Envolva e sirva fresca.
Na outra coloque coentros a gosto, a malagueta cortada em rodelas e o sumo da lima. Envolva e sirva fresca.




FACEBOOKBLOGLOVIN

2014-07-03

DOCE DE CEREJA


Com a habitual abundância de fruta nesta época do ano, torna-se essencial dar uso à imaginação para consumir tanta quantidade de uma só vez. Por isso mesmo, os doces de fruta são uma excelente opção para conservar a fruta no seu pleno e se não quiser guardar tudo para si, ofereça aos amigos e à família. Imagine em pleno Inverno, abrir um frasco de compota de cerejas pretas (daquelas que pintam a língua)...se isto não o levar direitinho de volta ao Verão, não sei o que o leva.
Os doces de fruta não servem só para comer com pão ou torradas. Experimente incorporá-los em sobremesas (cheesecakes, trifles, tartes...),  ou então acompanhe com o seu gelado favorito. Fazem um topping fabuloso! Junte ao iogurte, ou sirva de entrada com uns belos queijos. 
Agora já não tem mais desculpas para deitar fora aquelas pêras que ficaram esquecidas na fruteira.

INGREDIENTES:
500g de Cereja preta descaroçada
200g de Açúcar

PREPARAÇÃO:
Descaroce as cerejas. basta pressioná-la entre os dedos até que o caroço salte.
Pese o açúcar e junte-o à fruta.
Coloque tudonuma panela e leve a lume médio.
Dependendo da quantidade que fizer, poderá variar o tempo de confeção. O importante é que a calda que as cerejas vão libertando reduza, até ficar com uma consistência de xarope. Se desejar pode triturar com a varinha mágica, parcial ou totalmente. Ou então não triture e fica com os pedaços inteiros de fruta.
Para esterelizar os frascos, nada mais fácil.
Guarde os frascos do feijão, pickles ou maionese. Lave-os na máquina e retire as etiquetas.
Na altura de os usar, coloque uma panela com água a ferver e coloque o frasco e a tampa lá dentro (totalmente submersos). Deixe ferver pelo menos 5 minutos, retire o frasco e escorra. Não limpe e prepare-se para encher com o doce bem quente (acabado de fazer).
Encha com a compota até cima (mesmo até à beira), retire a tampa da água a ferver e com a ajuda de uma pega rosque o frasco. Vire o frasco do avesso e deixe arrefecer nesta posição. Depois vire-o novamente, identifique-o e já está. Com a prática torna-se super rápido.


FACEBOOKBLOGLOVIN